Artigos

50% das crianças são imunes ao efeito dos antibióticos

Foto: Creative Commons (Flickr | Jane Kostenko)
A resistência aos antibióticos é algo que traz a cabeça para médicos e pesquisadores há um tempo. O problema não apenas continua sem ser resolvido, mas que é complicado. De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Bristol e do Imperial College de Londres, mais de metade das crianças são resistentes aos antibióticos.
Para chegar a estas conclusões, os pesquisadores analisaram os dados de mais de 80.000 amostras provenientes de todo o mundo. Concretamente, examinaram os níveis de resistência, infecções do trato urinário causadas pela bactéria E. coli, responsável por quatro em cada cinco deste tipo de infecções. Observando atentamente os dados, percebiam que 50% das crianças apresentava resistência à maioria dos antibióticos que se prescrevem frequentemente para curar infecções comuns na infância. No caso dos países ocidentais, mais da metade das amostras foram resistentes a ampicilina, a trimetroprima e o observou. Fora, os números aumentam, provavelmente porque os antibióticos são vendidos sem prescrição médica.
O problema reside em que as crianças são os consumidores mais comuns de antibióticos. Como sabemos, o uso rotineiro deste medicamento desde a infância aumenta o risco de que o fármaco não funcione na idade adulta.
Os pesquisadores, que publicaram seus resultados na revista especializada British Medical Journal, reconhecem que não sabem a razão exata desta situação, mas alertam que os números são preocupantes.
Fonte: telegraph.co.uk
Uma nova pesquisa alerta que os tratamentos com este tipo de medicamentos podem não ser eficazes

You Might Also Like