Artigos

A comida lixo provoca níveis de açúcar no sangue semelhantes aos da diabetes

Crédito imagem: Jef Poskanzer, Berkeley, California, USA
Normalmente está associada à obesidade, a diabetes de tipo 2 e o alarmante é que o número de pessoas com excesso de peso ou obesas aumenta constantemente. Segundo os dados da OMS, 89% dos homens têm excesso de peso em 2030 e 48%, obesidade. Um estudo recente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SEC), afirma que o 39,3% da população portuguesa entre os 25 e os 64 anos tem excesso de peso e 21,6% são obesos.
Na diabetes tipo 2 não produzem insulina suficiente ou não reage a ela. Isto provoca uma acumulação de açúcar (glicose) no sangue, o que pode produzir efeitos muito negativos em diversos órgãos, principalmente os rins. Por isso, encontrar um modo de impedir a re-absorção de glicose nos rins é importante. Com o este na mente, um grupo de especialistas da Universidade Anglia Ruskin, liderados por Havovi Chichger, submeteram dois grupos de ratos, uns com obesidade e outros com diabetes, a dieta de “lixo”: chocolate, nuvens, pastelaria, etc. e um alimento para roedores com um alto conteúdo em gordura, respectivamente.
Os resultados, publicados no Experimental Physiology , descobriram que certos transportadores de glicose, bem como suas proteínas reguladoras, tinham aumentado em roedores com diabetes, mas em um número semelhante ao dos ratos que tinham sido submetidos a uma dieta lixo. De acordo com Chichger, “a dieta ocidental contém cada vez maior quantidade de comida processada e gorduras. Nosso estudo mostra que uma dieta com alta quantidade de gordura ou comida lixo produz alterações muito semelhantes aos que induz a diabetes de tipo 2”.
Um estudo britânico aponta os efeitos desta dieta nos rins

You Might Also Like