Artigos

Como afeta o organismo, uma onda de calor de 50 ° C?

Foto: Getty.
A índia está sofrendo a pior onda de calor de sua história, já que em alguns pontos do país foram atingidas temperaturas de 51ºC. Superando assim o recorde anterior de 50,6 ° C, registrado em 1956. Previsivelmente, em Portugal, por mais quente que seja o próximo verão, não é provável que nos aproximemos a essas temperaturas, mas, ainda assim, alguma onda de calor sufocante certeza de que sofreremos. Por isso, nos perguntamos, o que acontece com o corpo humano quando a ele se submete a uma temperatura tão extrema?
A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a temperatura ambiente ideal para o nosso organismo é entre 18 e 24 ° C, em que o corpo humano se mantém a cerca de 36°C e 37°C.
Para detectar qualquer possível mudança, existem cerca de 90.000 sensores espalhados pela pele, que se encarregam de informar o cérebro da temperatura ambiente. Assim, quanto mais calor no exterior, maior quantidade de sensores forem activados.
E, quando a nossa temperatura excede 30º c, o organismo começa a suar para tentar mantê-lo fresco. Se não o fizesse assim, a temperatura do corpo subiria em torno de 1 ° C. a cada cinco minutos, o que pode causar a morte em, aproximadamente, meia hora.
Uma temperatura ambiente de 40 ° C, pois é muito perigoso para determinados grupos de perronas, especialmente os idosos, as crianças, e aqueles afetados por problemas respiratórios ou cardiovasculares. Mas a situação se agrava para todos a partir daí.
A fronteira fatal se encontra nos 40ºC de temperatura corporal. Apenas um grau a mais, e os músculos já deixam de responder e o organismo começa a falhar. A partir daí, se a temperatura continua a subir, o corpo já não pode nem acontecer, devido a que interrompe o fluxo de sangue para a pele. O que acontece é algo que o nosso corpo se estivesse cozinhando: as células começam a morrer se fundem os lipídios e ocorre a necrose dos tecidos.
A consequência é que a pessoa pode sofrer danos irreparáveis. Por exemplo, os rins, já que a desidratação faz com que diminua o fluxo sanguíneo para estes órgãos, danificando-as seriamente. E, se a situação não for revertida, o desfecho pode ser fatal e causar a morte.
Mas que ninguém se assuste desnecessariamente. Beber o suficiente, estando à sombra e dando um mergulho refrescante, evitar que neustro organismo caia nessa situação crítica. Embora, isso sim, o sofoco não nos tirará ninguém.
Os habitantes da Índia estão sofrendo esses dias as temperaturas mais extremas de sua história

You Might Also Like