Artigos

Criam um sistema de edição de RNA semelhante a CRISPR

Molécula de RNA. Crédito imagem: David Bushnell, Ken Westover and Roger Kornberg, Stanford University
CRISPR é basicamente um mecanismo de defesa de uma grande variedade de bactérias que copia o DNA de um vírus, guarda-o em sua “biblioteca”, para reconhecê-lo em ocasiões futuras e enviar uma enzimas, chamadas Cas, para ligar-se ao DNA do vírus e quebrá-lo e assim evitar que se reproduza. Este sistema foi adaptado para detectar falhas no DNA de vários animais, incluindo humanos e tentar curar doenças genéticas.
Agora um grupo de especialistas de universidades de Estados Unidos e Rússia encontraram uma proteína em bactérias, C2c2, que age de um modo muito semelhante, mas “editando” o RNA.
Realizando diversos experimentos, os especialistas demonstraram que a proteína C2c2 pode ser utilizada para aderir a segmentos específicos do RNA e eliminá-lo, ainda em bactérias in vivo, como a Escherichia coli. Os resultados, publicados na revista Science, os têm levado a concluir que devem existir outros sistemas de detecção de RNA similares que lhes permitam programar ferramentas moleculares para modificar e manipular o RNA.
O achado, conforme destacam os autores no artigo, permite realizar análise de moléculas biológicas em grande escala e em grande escala ou criar circuitos reguladores genéticos sintéticos com o objetivo de prever a dinâmica de todo um sistema genético.
Uma equipe multidisciplinar de cientistas desenvolveu uma nova técnica de edição genética que pode revolucionar os exames médicos e a bioengenharia

You Might Also Like