Artigos

O uso de antibióticos, com a idade aumenta o risco de asma e obesidade

Numerosos estudos têm confirmado que o uso de antibióticos em tenra idade está ligado a um aumento do risco de doenças auto-imunes e a obesidade. Agora, um estudo realizado na Finlândia, conclui-se que os antibióticos interferem no desenvolvimento das bactérias do intestino, reduzindo a sua biodiversidade.
O trabalho, publicado na revista Nature Communications e liderada por Willem de Vos da Universidade de Helsinki, baseou-se na análise de 142 crianças entre 2 e 7 anos e o seu uso de antibióticos. Investigou-Se o índice de massa corporal e a incidência de asma, ao lado da diversidade da flora bacteriana.
As conclusões mostram que a composição desta era notavelmente menos diversificada e mais lenta em seu desenvolvimento, aqueles que tinham consumido antibióticos de amplo espectro, como os macrolídeos. Quanto menos tempo tinha passado desde a ingestão da medicina, o mais notável era esta consequência.
“Em geral – explica Katri Korpela, coautora do estudo – o microbioma intestinal leva mais de um ano para recuperar-se do uso de antibióticos. Se uma criança tomar demasiados em seus primeiros anos de vida, pode ser que sua flora não se recupera de tudo. Os antibióticos utilizados penicilina mostraram um efeito menor. Nosso objetivo é ressaltar que os antibióticos nunca devem ser autorecetados e menos tomar “pelas dúvidas”.”
De acordo com as conclusões do artigo, o uso de macrolídeos durante os dois primeiros anos de vida, está associada a um aumento da massa corporal, enquanto que o uso frequente, aumenta o risco de desenvolver asma.
Em especial aqueles destinados a tratar infecções pulmonares

You Might Also Like