Artigos

Será que é saudável beber sangue?

Bela Lugosi, o primeiro Drácula oficial da história do cinema.
O sangue está na moda. Experimentos com ratos mostraram que a transfusões de sangue de indivíduos jovens, têm efeitos de rejuvenescimento dos de mais idade. E um artigo publicado em outubro na BBC garante que, nos Estados Unidos, cada vez há mais gente que bebe o seu próprio sangue, devido a que, supostamente, lhes dá uma energia suplementar. Mas, será que é saudável essa prática vampírica?
Tal como explica a forense Katherine Ramsland, em seu livro A ciência do vampiro, beber o sangue pode ser tóxico para o organismo humano. E a causa está nas elevadas quantidades de ferro que contém. O nosso corpo não tolera o excesso desse composto, e tem dificuldades para processá-lo. Por isso, se você consome o ferro de forma excessiva através do sangue, aumenta o risco de sofrer estudo do intestino delgado, uma doença renal que pode acabar provocando epatitis, câncer de fígado e, até mesmo, a morte.
É claro, beber uma pequena quantidade de sangue não vai provocar algo tão grave, mas se o seu consumo se tornasse em algo habitual, o risco para a saúde seria muito elevado. Mas, o que acontece então com os animais que comem a carne em sangue de suas presas, ou que diretamente se a bebem como os morcegos-vampiros? Pois, simplesmente, que o seu organismo evoluiu para se adaptar a esse hábito alimentar, conferindo-lhes umas membranas que funcionam como filtro, impedindo que o organismo assimile o excesso de ferro que lhes dá o sangue que ingeriram.
Infelizmente, os seres humanos não temos essa proteção. Então já sabem, a menos que seus antepassados provenientes dos Cárpatos, melhor mantenham o sangue fora de sua dieta habitual. Seu organismo agradece.
O excesso de ferro que contém, pode ter graves consequências para o nosso organismo

You Might Also Like