Artigos

Superalimentos, o mito ou realidade?

A Cada semana aparece uma nova bagas, sementes ou frutas com super qualidades capazes de prolongar a vida ou aumentar significativamente a nossa saúde. Descobrem-Se novos compostos, proteínas ou grandes quantidades de antioxidantes nos alimentos que tornam a panaceia. Trata-Se de uma estratégia de marketing ou há algo de ciência por trás?
De acordo com Penny Kris-Etherton, professora de nutrição da Universidade Estadual da Pensilvânia, é um pouco de ambos.
“Os nutricionistas não temos uma definição para superalimentos”, diz Kris-Etherton –. O que mereceria entrar nesta categoria é um alimento que tenha altas densidades de nutrientes ou compostos bioativos com benefícios comprovados para a saúde. As últimas pesquisas mostram que restringir a ingestão de calorias pode ter benefícios além da perda de peso, como prolongar a vida. Há vários modos de reduzir a ingestão de calorias. Uma é comer menos, independentemente de se, com isso, reduzem-se os nutrientes. Um modo melhor é recorrer a alimentos com alta densidade em nutrientes. Mas é importante compreender que não há nenhum alimento é capaz de fornecer, por si mesmo, tudo o que o nosso corpo precisa”.
Também influencia o modo de prepará-los. “Cozinhar alguns legumes – adiciona Kris-Etherton – faz com que alguns nutrientes sejam mais digeríveis. As cenouras, por exemplo, ao fervê-las têm mais carotenóides, mas se for cozida por mais tempo do que o adequado, você pode perder vitamina C. É necessário recorrer a diferentes técnicas de preparação: alimentos crus, cozidos, assados…”.
Na hora de procurar aqueles que têm as melhores qualidades, não basta deixar-se guiar por estratégias de marketing ou moda, mas buscar evidências científicas que sustentem as afirmações. No site Information is beautiful, Miriam Quick e Kesta Desmond criaram uma inforgrafía interativa com os alimentos que mais evidências científicas têm de seu poder nutritivo: seu tamanho é maior se mais estudos afirmam.
Como é verdade que existem alimentos capazes de reduzir o cancro, prolongar a esperança de vida ou evitar doenças?

You Might Also Like